Serviços de Saúde da Mulher e Atendimento à Vítimas de Violência

As políticas públicas de saúde da mulher devem reconhecer e atender as diversas necessidades de cada menina e mulher brasileira, com especial atenção às questões de raça, etnia, diversidade sexual e identidade de gênero. A saúde integral da mulher depende da visibilidade das mulheres negras, indígenas, imigrantes e em situação de vulnerabilidade socioeconômica, assim como das mulheres lésbicas e bissexuais, e das trans, travestis, intersexo e não-binárias.

É fundamental garantir desde cedo o acesso a educação sexual, métodos de planejamento familiar e contraceptivos de livre escolha, bem como aos meios de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis, e a políticas de pré-natal e parto humanizado que enfrentem o racismo e a violência obstétricas. O atendimento humanizado às vítimas de violência doméstica e violência sexual também prevê a garantia do aborto previsto em lei ( aborto legal para casos de estupro, risco de morte à gestante ou anencefalia) e o acolhimento às mulheres em situação de aborto.

A seguir, listamos alguns serviços de referência na atenção à saúde das mulheres e meninas e na promoção da justiça reprodutiva.

resultados para a sua pesquisa por:
Não encontrou o serviço que procurava? Clique aqui para modificar sua busca!

Apoio

Realização